Principais usuários, advogados vão contribuir para melhorar sistemas judiciais do TRT/SC

A Justiça do Trabalho de Santa Catarina quer contar com a participação e o aval dos advogados nas mudanças e novidades introduzidas no sistema de peticionamento eletrônico e do Provi, o processo sem papel do TRT/SC. A partir desta segunda-feira (09), uma comissão de cinco advogados, indicados pela OAB/SC e Associação Catarinense dos Advogados Trabalhistas (Acat), começa a testar as alterações relativas ao acesso de processos sob segredo de Justiça.

A iniciativa de contribuir para o aperfeiçoamento dos sistemas judiciais do TRT/SC partiu da Acat e da OAB. Afinal, eles impactam diretamente na atividade diária dos advogados e procuradores de órgãos públicos, principais usuários das ferramentas disponibilizadas pelo Tribunal na internet.

A comissão terá até o dia 20 para testar a nova funcionalidade. Também foi desenvolvido um ambiente específico em que os advogados da comissão vão poder trocar ideias, fazer comentários e sugerir adaptações para a melhoria dos sistemas.

Em ofício à Presidência do Tribunal, o presidente da Acat, Felipe Iran Caliendo, disse que “o compromisso da OAB/SC e da Acat, a partir de agora, passa a ser um indissolúvel comprometimento com o programa de virtualização dos processos trabalhistas”.

 

Advogados da Comissão

Mirela Ketzer Caliendo

Florianópolis

Gianka Helena Tomazine

Florianópolis

Glauco Marcelo de Moraes

Itajaí

Rodrigo Custódia de Medeiros

Criciúma

Cristiano Popov Zambiasi

Chapecó

SIGA-NOS:
Todas as Notícias