A irreparável perda de um dos maiores nomes da advocacia trabalhista catarinense

O ano que adentramos trouxe como nota marcante a irreparável perda de um dos maiores nomes da advocacia trabalhista catarinense, o colega Dr. Paulo Stodieck.Nos últimos vinte anos nos digladiamos quer em Varas do Trabalho, quer ainda em recursos diversos, aonde sua riqueza e fluidez de pensamentos me exigiam dupla atenção no curso dos processos. Com o tempo tornamo-nos amigos, parceiros e leais companheiros.

Estou triste! E mesmo estando triste não permitirei que ninguém venha dizer por quanto tempo me deva sentir abatido ou em que momento deva ficar entristecido, já que a vida é uma inexorável perda lenta de tudo que amamos.

Não há dúvidas que foi uma grande pessoa, iluminado com uma grande inteligência e que partiu muito cedo aos nossos olhos, porém, apenas talvez, Paulo Stodieck já tenha procedido ao trabalho determinado por Deus, e se assim for, fez brilhante trabalho, temos que reconhecer!

 

Li um belo poema de Borges que fala de amigos:

 

Perder um amigo é perder o horário,
É querer no íntimo, nunca mais acordar.
Perder um amigo é a dor mais sentida,
É contar por dia umas mil recaídas.
É perder a gota de sangue, derradeira,
Perder um amigo é baixar num hospital .

 

Quem de nós nunca perdeu um amigo? Essa dor e esse vazio que não passam, entregamos a Deus os nossos sentimentos, suplicamos a Ele o sentimento de resignação, temos crença que toda esta dor vai passar e ficará enfim a boa lembrança de um amigo leal.

 

Felipe Iran Caliendo

SIGA-NOS:
Todas as Notícias